Série de entrevistas Iniciação Científica Newton 20 anos: Sara Santos

01 de Abril de 2019, 12h05

S%c3%a9rie de entrevistas inicia%c3%a7%c3%a3o cient%c3%adfica newton 20 anos sara santos

Hoje, a série "Iniciação Científica Newton 20 anos" tem como personagem uma aluna. Trata-se de Sara Santos, do curso de Farmácia.

Ela tem interesse na área de Farmacologia Clínica, sendo que desde o Ensino Fundamental se interessa e participa de pesquisas. Quanto à Iniciação Científica, a estudante diz que a Newton foi a porta de entrada para sua inserção. Atualmente, a jovem participa de um projeto vinculado à Medicina Veterinária e entende o grande ganho que está tendo.

Quer saber mais sobre a Sara? Então, confira a entrevista dela a seguir:

 

O que você estuda? Já sabe em qual área irá se especializar?
Estudo Farmácia. Quero me especializar em Farmacologia Clínica e realizar pesquisas com ênfase em análises toxicológicas.

Há quanto tempo você está envolvida em pesquisa?
Estou envolvida na pesquisa há um ano. 

Você sempre se interessou pela área de pesquisa? Quando foi o “start”?
Sim. No ensino fundamental (7° série) eu já tinha interesse pela pesquisa na área de ciências da natureza (Biologia e Química). Participei de projetos escolares nos ensinos fundamental e médio, no ramo da biologia ambiental, botânica e da biologia da conservação. A Newton foi a porta de entrada para a minha inserção na Iniciação Científica em 2018.

Qual pesquisa você está desenvolvendo no momento? Existe alguma que considera mais relevante ou que tenha trazido mais realização para você?
Faço parte do projeto de Iniciação Científica “Caracterização químico-cromatográfica e formulação de produto a partir de extratos orgânicos da lã com potencial atividade carrapaticida”. Sem sombras de dúvidas, o projeto é uma oportunidade de conhecimento enriquecedora! No momento, estou participando do programa de intercâmbio Santander Universidadea, em parceria com o Newton sem Fronteiras, situando-me na cidade de Guarda, em Portugal.

Qual é a sua perspectiva para a ciência no futuro? 
Buscar constantemente novos desafios e conhecimentos é fundamental, pois, nos mais diversos âmbitos, as evoluções científicas se intensificam todos os dias. A nossa capacidade cognitiva é moldada a todo o tempo e creio que há muito o que se descobrir sobre biologia, química, física, geografia, história, astronomia, matemática, sociologia e nos mais diversos ramos que ainda nos indagam. Contudo, nós, sapiens, ainda temos que aprender a lidar com os avanços em massa da tecnologia, com as diferenças culturais, econômicas, de gênero e muitas outras, para enfim, prosperarmos.

Deixe uma mensagem para as mulheres que querem seguir esses passos:
Os desafios da pesquisa te fazem amadurecer, superar e remodelar a percepção de mundo, ampliando novos horizontes ao vivenciar experiências diferentes do seu cotidiano. A pesquisa traz não só conhecimento teórico-prático, mas também compreensão, humanidade e empatia, fazendo com que você se torne uma pessoa mais responsável, criativa e dinâmica. Um presente que a Newton me deixou foi que "eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo!"

 

 

Serviços Online

fechar