Ex-aluno desenvolve dispositivo inédito em Mestrado no CDTN

20 de Março de 2018, 16h05

Ex aluno desenvolve dispositivo in%c3%a9dito em mestrado no cdtn

Bricio Salles no INAC 2017, realizado em Belo Horizonte.

O ex-aluno Bricio Salles, de Engenharia Química, finaliza este ano seu Mestrado no Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear (CDTN), localizado na UFMG. Mas além de estar perto de concluir uma importante fasa da sua carreira acadêmica, ele tem outro destaque: seu projeto é inédito.

Intitulado "Desenvolvimento de um Sistema de Medição de Potência para Reator de Pesquisa Usando Radiação de Cherenkov", o trabalho do mestrando tem como objetivo desenvolver um método inovador e alternativo para monitorar a potência dos reatores nucleares de pesquisa, monitorando a intensidade da radiação de Cherenkov. "O importante é que a medida da potência de um reator nuclear seja redundante e independente, ou seja, vários dispositivos medindo a mesma potência, porém sem depender uns dos outros e utilizando metodologias diferentes", explica Bricio. "O meu dispositivo é inédito, ele utiliza um canal de medição inovador, a Radiação de Cherenkov, para medir a potência do núcleo. Além disso, ele vai ser um dispositivo de manutenção mais fácil e simples que os atuais (câmaras de fissão). Resumindo, vai adicionar segurança ao reator por adicionar mais um canal de medida de potência", ressalta.

A Newton faz parte do processo, uma vez que o protótipo do projeto está sendo desenvolvido no nosso Fab Lab (Bricio é Mentor Técnico em Projetos 2D no espaço). Ano passado, o estudante também esteve presente na 8ª edição da International Nuclear Atlantic Conference - INAC 2017. "O meu trabalho já foi publicado como artigo no INAC 2017 e está em análise na revista Brazilian Journal of Radiation Sciences", revela.

Durante sua graduação, Bricio participou da Iniciação Científica, apesar dos temas não estarem relacionados ao Mestrado. Ele foi orientado pelos professores Luciano Emerich Faria, Lúcia Maria Batista e Luciana Boaventura Palhares. 

Próximo passo? "Após concluir o mestrado no CDTN, estou planejando seguir para um doutorado. Meu objetivo é ser professor. Se possível, na Newton", completa.


Título

Desenvolvimento de um Sistema de Medição de Potência para Reator de Pesquisa Usando Radiação de Cherenkov

Resumo

Os reatores nucleares de pesquisa geralmente estão localizados em piscinas abertas, para permitir a visibilidade do núcleo e a luminosidade azulada da radiação de Cherenkov. Geralmente, a energia térmica liberada nestes reatores é monitorada por câmaras que medem o fluxo de nêutrons, pois é proporcional à potência. Existem outros métodos utilizados para a medição de potência, como monitorar a temperatura do núcleo e o balanço de energia no trocador de calor. O brilho da radiação de Cherenkov é causado pela emissão de radiação eletromagnética visível (na banda azul) por partículas carregadas que passam através de um meio isolante (água em reatores nucleares de pesquisa) a uma velocidade superior à da luz neste meio. Este efeito foi caracterizado por Pavel Cherenkov, e lhe concedeu o Prêmio Nobel de Física em 1958. O objetivo do projeto é desenvolver um método inovador e alternativo para monitorar a potência dos reatores nucleares de pesquisa, monitorando a intensidade da radiação de Cherenkov. Será usada uma placa da marca Arduino, com sensores de cor e luminosidade. O sistema irá analisar e monitorar a intensidade de luminosidade gerada pela radiação Cherenkov no núcleo do reator. Este método será válido para potências até 250 kW, uma vez que, acima desse valor, a luminosidade satura, conforme determinado por estudos prévios. O reator que será usado para testar o método é o Triga IPR-R1, localizado no Centro de Desenvolvimento de Tecnologia Nuclear (CDTN), que atualmente possui uma potência operacional máxima de 250 kW. Este projeto está em conformidade com as recomendações da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) sobre a segurança do reator. Isso dará mais redundância e diversificação nesta medida e não interferirá com a operação.


Serviços Online

fechar