Descubra dez profissões em alta em 2019

05 de Abril de 2019, 08h27

Descubra dez profiss%c3%b5es em alta em 2019

Está buscando recolocação profissional? Ou pensando em mudar de carreira? Ou acabou de entrar na faculdade e quer saber se sua profissão está em alta? De acordo com as empresas de recrutamento PageGroup, Michael Page, Robert Half e Catho, funções nas áreas de tecnologia, marketing e finanças devem seguir fortes ao longo deste ano. Outra boa notícia é a alta da demanda por profissionais das áreas de Saúde e Ciências da Vida.

Confira algumas funções que estão em alta em 2019:

 

Gerente de Qualidade

Responsável por implantar o sistema de "Boas Práticas de Fabricação", preparar a empresa e os colaboradores para auditorias internas e externas. Desejável graduação em farmácia; pós-graduação ou especialização é considerado um diferencial. Idioma desejável de acordo com a necessidade da empresa.

Cientista/Engenheiro de Dados

O cientista de dados faz parte de uma nova geração de profissionais analíticos crucial para o mercado. Esse profissional cria soluções complexas e enxerga tendências em dados (informações) que impactam nos negócios. A formação geralmente está na área de exatas – matemática, ciências da computação, análise de sistemas, estatística, física. Mas podem haver talentos originados de outros campos e que dominem as habilidades demandadas pelo setor.

Desenvolvedor "back-end"

É um profissional básico para os mais diversos serviços tecnológicos, sendo responsável por dinamizar sites de diversas plataformas a partir de linguagens de programação. Vai atuar em startups, fintechs e demais ramificações do conceito e em companhias ligadas a praticamente todos os campos da tecnologia da informação. Desejável formação em engenharia da computação ou áreas correlatas.

Desenvolvedor Mobile

É o profissional que já está na base dos times tecnológicos, que programa/cria e repara aplicativos para plataformas de celular/dispositivos móveis em suas diversas variáveis, incluindo o universo de games. Desejável formação em Engenharia da Computação ou áreas correlatas.

Analista de produtos
Responsável pelo desenvolvimento ou melhora de algum produto oferecido pela empresa para o cliente final. Desejável capacidade analítica e crítica sobre o funcionamento e desenvolvimento de novos negócios; criatividade para pensar em novos negócios e maneiras de fazer a experiência do cliente mais prazerosa.

Analista de Marketing Digital

A função básica nessa área está ligada ao desenvolvimento de estratégias de marketing online e identidade visual de empresas. O profissional é geralmente formado em alguma das habilitações de comunicação social, mas é comum que profissionais com formações voltadas às áreas de vendas e comercial também estejam preparados para atuar nessa área.

Designer Gráfico

Profissional que atua desenvolvendo diversas soluções de design e comunicação visual pode atuar em agências de publicidade, design, comunicação e marketing ou, até mesmo, de forma autônoma. Para aqueles que buscam a qualificação ideal, os cursos de designer gráfico, designer de produtos, desenho industrial, dentre outros, são os mais requisitados.

Analista de Search Engine Optimization (SEO)

Dentre as características necessárias para se destacar na profissão estão o conhecimento técnico sobre marketing, ser analítico, ter foco e capacidade de absorção e trabalhar bem em equipe. Para atuar na área, cursos de Comunicação como Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Marketing são os mais desejados. São necessárias também algumas habilidades em web analytics, inglês, web marketing, boa redação, entre outros.

Engenheiro de Inteligência Artificial

Ensinar computadores a pensar como humanos é o nicho de trabalho do engenheiro de Inteligência Artificial (IA), área também conhecida como machine learning. Ainda não há graduação específica para a área, mas cursos como Tecnologia da Informação (TI), Matemática e Engenharia da Computação são os mais indicados, além de habilidades de codificação muito mais fortes que habituais.

Advogado Digital

Profissional responsável por atuar na aplicação da lei em crimes cibernéticos. São indicadas pós-graduação em direito digital e compliance ou especialização em direito digital e telecomunicações.

 

Independente da sua área de atuação, algumas características são sempre demandadas pelo mercado: conhecimento em língua estrangeira (principalmente em inglês), perfil analítico, olhar estratégico, flexibilidade e boa comunicação. Além de buscar a melhor formação acadêmica, busque constantemente desenvolver habilidades que possam contribuir para aumentar seu potencial de empregabilidade.

 

 

Últimas notícias da categoria De olho na carreira

Serviços Online

fechar